Dicas e Variedades

Benefício oferecido pelos cartões de crédito

Depoimento importante de um viajante:

“Por muitos anos viajei com minha família “coberta” pelo seguro oferecido por nossos cartões de crédito utilizado para comprar as passagens (ao viajar utilizando milhas é necessário comprar o seguro à parte). Ao longo do tempo tivemos que utilizar o seguro oferecido pelo cartão algumas vezes, por motivos de sinusite, otite e até uma fratura tripla feia do meu marido que necessitou o retorno antecipado ao Brasil para uma cirurgia devido ao acidente. O atendimento médico, o acionamento do seguro e os reembolsos das despesas relacionadas sempre foram feitos a contento. O cartão/seguro exigia apresentação da cópia da passagem e do cartão de embarque, copia do recibo, da fatura do cartão e do RG para efetuar pagamentos e reembolsos.

Porém, este ano tivemos uma surpresa desagradável. Meu filho amanheceu com amigdalite forte e o levemos a uma clínica médica. Foi diagnosticado um abcesso requerendo possível remoção cirúrgica. Nos encaminharam ao PS de um hospital na região e enquanto aguardávamos o atendimento eu liguei para o cartão para passar as informações para que os pagamentos fossem feitos diretamente ao hospital, como havia ocorrido nas outras vezes. O atendente me perguntou se eu havia preenchido uma ficha antes da viagem. Nunca precisei preencher nenhuma ficha nas ocasiões anteriores e não sabia desta novidade. “Não”, eu respondi.

“Então a senhora e a sua família estão inelegíveis para utilizar o benefício.” Perante uma cirurgia fiquei muito assustada. Perguntei desde quando existe essa regra que exige o preenchimento de ficha anterior a viagem e ele me informou que já existe há 2 anos!!! Talvez eu seja a última a saber desta novidade, mas resolvi relatar o ocorrido aqui para poupar outros viajantes dessa surpresa desagradável.

*EDITADO* Apenas para acrescentar que fui me informar sobre a “tal da ficha” que se chama “Bilhete de Seguro” tanto para o MC quanto para a Visa. Acredito que deve ser necessário para todos os tipos (Gold, Platinum, Black, etc.) Se informem com seu cartão antes de viajar.”

Fazer malas é sempre chato e quando o destino é um lugar frio a coisa piora. Roupa de inverno ocupa muito espaço e ninguém quer sair por aí carregando meia dúzia de malas, não é mesmo??? Por isso a mala de inverno deve ser muito bem planejada.

A coisa mais importante é que tudo deve combinar com tudo, assim você poderá fazer vários looks com as mesmas peças de roupa. Então vamos às dicas.

Confira:

1- Começando pelas cores. Opte por peças em preto, cinza e bege. As cores neutras servem de base para os acessórios, xales e lenços, e combinam entre si.

2 – A não ser que você esteja viajando para algum baile de gala, esqueça o salto alto. Também deixe em casa a bota de bico fino e a sapatilha linda, mas que dá calos. Leve sapatos confortáveis, pelo menos 2 para ir trocando. Usar o mesmo sapato todo dia acaba machucando o pé no mesmo lugar, e aí já viu!! Aliás nada melhor do que um sapato bem usado e “amaciado”. Uma bota sem salto e bem confortável que você possa usar da “feira ao baile” é uma boa pedida.

3 – Calças jeans são muito práticas, não sujam com facilidade mais pesam muito na mala. Leve apenas 2 de cores variadas e nada de calça justa demais. As mais larguinhas podem ser usadas com um legging fino por baixo, caso esteja muito frio.

4 –Aquelas jaquetas de material ultra leve são excelentes, pois pesam quase nada e viram pequenos volumes na mala. Se tiver duas será perfeito, afinal ninguém quer aparecer com a mesma roupa em todas as fotos da viagem. Se estiver muito frio dá para colocar um suéter por baixo, mais cachecol e gorro e você estará quentinha.

5- Blusas térmicas são excelentes para o frio e praticamente não ocupam espaço na mala. Também existem as calças, as meias, e até palmilhas térmicas.

6 – Luvas! Não esqueça das luvas. E opte por essas mais modernas que consegue livrar as pontas dos dedos sem ter que tirar ela por inteira, ou até aquelas que tem a tecnologia touch para usar o celular.

7– Camisetas e blusinhas confortáveis para usar por baixo de suéteres mais grossos são curingas. Leve as de cores lisas de preferência preta, cinza e branca. Como é frio e você não vai transpirar então 5 é o suficiente e se precisar pode levar facilmente na hora do banho.

8– Ainda sobre a hora do banho, imagine ter que carregar uma pilha de meias, sutiãs e calcinhas sujas que vão se acumulando durante a viagem. Não, isso não é nada agradável. Nada mais prático e inteligente do que lavar a calcinha (ou cueca) e meias que forem usadas durante o dia durante o banho e pendurar tudo ali mesmo onde for mais arejado. Acreditem, tudo ficará seco. Portanto não precisa lotar a mala de peças íntimas, pois enquanto você usa uma coisa, deixa secar a outra. Para facilitar ainda há sabonetes líquidos específicos para a lavagem dessas peças.

9 – Acessórios como brincos, colares, anéis, pulseiras e afins: leve pouca coisa, um de cada e complete o “look”. Não exagere, só mesmo se você for cobrir algum evento de moda ou comparecer a alguma festa ou casamento, caso contrário menos é mais.

10– Lenços, echarpes, cachecóis e pashminas são sempre bem vindos. Além de esquentarem, ajudam a mudar o visual. Leve 2 ou 3 porque em qualquer cidade do mundo você pode comprar mais se houver necessidade. Aliás é uma das coisas boas de se comprar..nunca é demais! Eu adoro!!

11 – Cosméticos: leve apenas os produtos que você usa no dia a dia. A não ser que você realmente precise daquela paleta de sombras com mil cores, economize na maquiagem e leve o mínimo necessário para ficar apresentável em um jantar. Opte por embalagens específicas para viagem, que são pequenas mas comportam uma boa quantidade. Não esqueça de um bom hidratante para o rosto, corpo e lábios. Com o frio a pele resseca muito.

12- Um bom casaco. Não são dois, nem três… É apenas UM BOM casaco, com comprimento até o joelho. Casaco curto tipo jaqueta não comporta um frio intenso….serve apenas para o nosso inverno tupiniquim!

13 – E não se esqueça de levar um gorro ou chapéu quentinho. É importante proteger a cabeça e as orelhas do frio.

Boa viagem e sem passar frio!

Otima dica, veja isso!

Durante uma viagem pode acontecer de você ser obrigado a fazer checkout do hotel e não ter aonde deixar as malas até a hora do próximo voo. Como fazer para passear pela cidade? O que fazer com as malas? Pois agora existe uma solução super prática, um aplicativo “mara” para esses casos.

No aplicativo você reserva o guarda malas na cidade e na localização que achar melhor, escolhe a data e faz o pagamento. Depois da reserva concluída é só aparecer em qualquer horário (dentro do horário de funcionamento do estabelecimento) no endereço escolhido.

Você deixa as suas malas durante horas ou dias pagando um valor bem ok!

Fica a dica!

Bagbnb Luggage Sage – www.bagbnb.com