Variedades

BlogVariedades

Seguro de Viagem/Assistência Médica

Benefício oferecido pelos cartões de crédito

Depoimento importante de um viajante:

“Por muitos anos viajei com minha família “coberta” pelo seguro oferecido por nossos cartões de crédito utilizado para comprar as passagens (ao viajar utilizando milhas é necessário comprar o seguro à parte). Ao longo do tempo tivemos que utilizar o seguro oferecido pelo cartão algumas vezes, por motivos de sinusite, otite e até uma fratura tripla feia do meu marido que necessitou o retorno antecipado ao Brasil para uma cirurgia devido ao acidente. O atendimento médico, o acionamento do seguro e os reembolsos das despesas relacionadas sempre foram feitos a contento. O cartão/seguro exigia apresentação da cópia da passagem e do cartão de embarque, copia do recibo, da fatura do cartão e do RG para efetuar pagamentos e reembolsos.

Porém, este ano tivemos uma surpresa desagradável. Meu filho amanheceu com amigdalite forte e o levemos a uma clínica médica. Foi diagnosticado um abcesso requerendo possível remoção cirúrgica. Nos encaminharam ao PS de um hospital na região e enquanto aguardávamos o atendimento eu liguei para o cartão para passar as informações para que os pagamentos fossem feitos diretamente ao hospital, como havia ocorrido nas outras vezes. O atendente me perguntou se eu havia preenchido uma ficha antes da viagem. Nunca precisei preencher nenhuma ficha nas ocasiões anteriores e não sabia desta novidade. “Não”, eu respondi.

“Então a senhora e a sua família estão inelegíveis para utilizar o benefício.” Perante uma cirurgia fiquei muito assustada. Perguntei desde quando existe essa regra que exige o preenchimento de ficha anterior a viagem e ele me informou que já existe há 2 anos!!! Talvez eu seja a última a saber desta novidade, mas resolvi relatar o ocorrido aqui para poupar outros viajantes dessa surpresa desagradável.

*EDITADO* Apenas para acrescentar que fui me informar sobre a “tal da ficha” que se chama “Bilhete de Seguro” tanto para o MC quanto para a Visa. Acredito que deve ser necessário para todos os tipos (Gold, Platinum, Black, etc.) Se informem com seu cartão antes de viajar.”

BlogVariedades

Medicina do Viajante

Li aqui no grupo Trip Tips algumas dicas de viajantes que estiveram na Índia, Ásia, Africa sobre Saúde do Viajante.

Foi assim que soube que havia no Rio e SP o serviço do médico do viajante oferecido gratuitamente pela rede pública de saúde.

A URFJ foi a precursora desse programa que depois se propagou para SP, Pará, Paraná, etc …

Ontem fiz uma consulta com a chefe do Departamento de Doenças Infecciosas e Parasitárias da Faculdade de Medicina da UFRJ e fiquei muito bem impressionada com o serviço oferecido.

Foi no núcleo instalado na Urca, dentro da unidade da UFRJ, onde recebi informações sobre cuidados com alimentos, água, vacinas necessárias (acredite, são muitas!), repelente adequado, impregnador de tecidos para roupas, profilaxia para diarreia, entre tantos. Foram 2 horas, sem custo, com conteúdo e cuidados preciosos para quem é marinheiro de primeira viagem, no meu caso, para Índia e Nepal.

Outro núcleo no Rio é na Fundação Oswaldo Cruz.

Coisas boas em nosso país quase não são divulgadas e esse é um trabalho sério que divido com vocês para que mais pessoas se beneficiem.

Para marcar pelo núcleo da UFRJ, no Rio de Janeiro, é por meio de email para: agenda@civis.ufrj.br

Em São Paulo o atendimento é feito no Hospital Emilio Ribas
Horário de Atendimento:
3ª a 5ª feiras das 8h às 17h; 6ª feiras das 8 às 11:00

As consultas são agendadas previamente pelo e-mail agendamento@emilioribas.sp.gov.br
de segunda à sexta-feira. Os agendamentos por e-mail serão respondidos com as informações necessárias para o dia da consulta.

Recomendam-se vacinas que, em sua maioria, são aplicadas no Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais – CRIE do próprio Instituto.

Vacina da febre amarela

Para os pacientes que necessitem do Certificado Internacional de Vacinação da Febre Amarela (CIVP) deverá antecipadamente acessar o site da Anvisa para realizar seu pré cadastro, necessário para a emissão da CIVP. www.anvisa.gov.br/viajante. Não fazemos troca de certificados de vacina emitidos em outros serviços. Para esta finalidade, recomendamos dirigir-se a algum posto da ANVISA localizados nos aeroportos.

BlogVariedades

Aurora Boreal

Quem não sonha em ver o colorido da aurora boreal dançando pelo céu? A procura pelo fenômeno que está na wishlist de 10 entre 10 viajantes teve um boom nos últimos cinco anos. Seriam as fotos nas redes sociais? Pode ser mas o certo é que nenhuma foto se iguala à beleza que é ver a Aurora Boreal ao vivo. Até porque para se tirar uma boa foto tem que ser um excelente fotografo. Não é qualquer celular ou câmera que consegue registrar tamanha beleza.

As inúmeras variáveis que tornam o fenômeno meio raro de se ver aumenta ainda mais a expectativa. Tudo tem que confluir: lua nova, tempo aberto,  local afastado das cidades…enfim quanto mais escura a noite melhor.

Agora uma nova notícia anda preocupando quem ainda não teve a oportunidade de caçar a Aurora Boreal: a busca, que já era difícil por depender de diversos fatores climáticos, ficará ainda mais nos próximos anos.

A explicação científica é o fato da aurora boreal acompanhar um ciclo solar que dura 11 anos, dependendo de grandes erupções solares para acontecer. Em 2017 este ciclo solar entrou em sua fase de queda diminuindo drasticamente a frequência da aparição da querida Aurora ao redor do mundo.

Isso significa que até 2028 será impossível ver a Aurora Boreal? Não, a caça só será mais difícil.

BlogVariedades

Dicas para arrumar as malas

Depois de algumas viagens pelo mundo acabei ganhando certa experiência em fazer malas. Não que eu seja exatamente uma expert no assunto, mas tenho algumas dicas preciosas que me ajudam bastante nessa hora em que  decido seguir para um novo destino.

Levar roupa de mais ou roupa de menos é sempre um problema. Errar na temperatura do destino é outro. Tem gente que nem se dá ao trabalho de ver a previsão do tempo…Já vi pessoas tendo que colocar os pés dentro de sacos plásticos para enfrentar uma caminhada sobre a areia fervendo da praia porque esqueceram de levar um simples par de havaianas. Também já vi o contrário, precisaram caminhar com  os pés nos sacos plásticos porque não tinham um bom sapato fechado para usar em dias de chuva e não queriam encharcar a sapatilha delicada pisando nas poças d’água.

Então a primeira coisa a se fazer antes de arrumar as malas é verificar o clima do local. Parece óbvio mas nem sempre as pessoas prestam atenção nesse quesito, até porque o tempo anda tão louco que em pleno verão pode se pegar dias frios e vice e versa.

Confira!

* Viajar leve é a maior dica! Antes de pôr tudo na mala, coloque todas as roupas em cima da cama, assim é possível enxergar melhor o volume do que pretende levar.

* Leve roupas de cores básicas como preto, cinza, bege, branco, azul marinho, e que combinem entre si.

* Aposte em peças que tenham usos duplos, tipo o xale que vira canga e que vira saia, o shorts masculino que serve de calção de banho e passeio, o vestido que também é uma saída de praia, a faixa que vai da cintura para o cabelo ou o nécessaire que vira bolsa de noite ou de praia.

* Abuse de lenços e acessórios coloridos para dar um “up” no visual.

* Leve sapatos confortáveis, pelo menos dois, para ir trocando e não fazer bolhas nos pés.

* Um sapato e uma bolsa pequena para noite.

* Um vestido básico para noite +1 calça preta com duas ou três blusas para trocar.

* Uma pashimina grande e quente. É leve, não ocupa lugar na mala e é curinga.

* Considere levar roupas velhas, principalmente para crianças. Quando sujar você deixe por lá!

* Não leve mais que dois jeans, eles pesam muito na mala.

* Um casaco impermeável tipo wind breaker leve, se esfriar coloque um suéter por baixo.

* Uma bolsa tipo mensageiro para o dia, é prática porque deixa as mãos livres e não pesa no ombro. Bursite de viagem ninguém merece.

* Como o tempo está louco, pense que pode entrar uma frente fria na praia e uma onda de calor na montanha, então leve uma muda de roupa para estes imprevistos.

* Em certos destinos vale a pena mandar lavar a roupa ao invés de pagar excesso de peso no check-in.

* Uma caderneta pequena, para levar o tempo todo com você com tudo anotado: números de cartão de credito e telefones de emergência em caso de furto, número do passaporte, número dos e-tickets etc.

* Tire dois xérox do passaporte e guarde em lugares separados.

* Um benjamim universal, tem no duty free para comprar.

* Cole na tampa interna da mala o seu endereço. Em caso e extravio e na eventualidade do tag da mala ser arrancado é o único jeito de se reuperar a bagagem.

* Um cadeado extra, nunca se sabe se será necessário.

* Um kit costura pequeno.

* Boné ou chapéu mole que possa colocar na mala.

* Uma mochila pequena ou clip porta água (vi isso com o guia na viagem que fiz para o Egito e achei sensacional). Carregar a garrafa d’água é chato, mas necessário.

* Um nécessaire para colocar todos os carregadores e baterias infindáveis que temos que levar.

* Remédios básicos. Kit band-aid, essencial para proteger eventuais bolhas dos pés.

** Verifique a validade do passaporte e dos vistos! E também não esqueça o cartão Cash Passport Trip Tips que oferece vários benefícios, além da segurança de não levar muito dinheiro em cash e correr o risco de ser roubado, o que é muito comum em viagens.

História de uma Trip Tipper

” É fundamental experimentar as roupas antes de colocar na mala. Há dois meses comprei uma calça pensando na viagem. La fora, na Oceania, toda prosa fui colocar a calça nova para ir jantar, mas não entrava. Deitei na cama, pedi ajuda ao marido e nada. Não dava para colocar saia, pois estava frio e não tinha meia. Sai com a calça jeans surrada mesmo, mas o pior foi o sapato. Levei um pretinho básico, que era para “pau para toda obra”, mas como tenho alguns pares bem parecidos levei dois pés esquerdos. Resumo: fui para meu jantar romântico em Melbourne de tênis e calça jeans!”

BlogVariedades

Como fazer a mala certa para o frio

Fazer malas é sempre chato e quando o destino é um lugar frio a coisa piora. Roupa de inverno ocupa muito espaço e ninguém quer sair por aí carregando meia dúzia de malas, não é mesmo??? Por isso a mala de inverno deve ser muito bem planejada.

A coisa mais importante é que tudo deve combinar com tudo, assim você poderá fazer vários looks com as mesmas peças de roupa. Então vamos às dicas.

Confira:

1- Começando pelas cores. Opte por peças em preto, cinza e bege. As cores neutras servem de base para os acessórios, xales e lenços, e combinam entre si.

2 – A não ser que você esteja viajando para algum baile de gala, esqueça o salto alto. Também deixe em casa a bota de bico fino e a sapatilha linda, mas que dá calos. Leve sapatos confortáveis, pelo menos 2 para ir trocando. Usar o mesmo sapato todo dia acaba machucando o pé no mesmo lugar, e aí já viu!! Aliás nada melhor do que um sapato bem usado e “amaciado”. Uma bota sem salto e bem confortável que você possa usar da “feira ao baile” é uma boa pedida.

3 – Calças jeans são muito práticas, não sujam com facilidade mais pesam muito na mala. Leve apenas 2 de cores variadas e nada de calça justa demais. As mais larguinhas podem ser usadas com um legging fino por baixo, caso esteja muito frio.

4 –Aquelas jaquetas de material ultra leve são excelentes, pois pesam quase nada e viram pequenos volumes na mala. Se tiver duas será perfeito, afinal ninguém quer aparecer com a mesma roupa em todas as fotos da viagem. Se estiver muito frio dá para colocar um suéter por baixo, mais cachecol e gorro e você estará quentinha.

5- Blusas térmicas são excelentes para o frio e praticamente não ocupam espaço na mala. Também existem as calças, as meias, e até palmilhas térmicas.

6 – Luvas! Não esqueça das luvas. E opte por essas mais modernas que consegue livrar as pontas dos dedos sem ter que tirar ela por inteira, ou até aquelas que tem a tecnologia touch para usar o celular.

7– Camisetas e blusinhas confortáveis para usar por baixo de suéteres mais grossos são curingas. Leve as de cores lisas de preferência preta, cinza e branca. Como é frio e você não vai transpirar então 5 é o suficiente e se precisar pode levar facilmente na hora do banho.

8– Ainda sobre a hora do banho, imagine ter que carregar uma pilha de meias, sutiãs e calcinhas sujas que vão se acumulando durante a viagem. Não, isso não é nada agradável. Nada mais prático e inteligente do que lavar a calcinha (ou cueca) e meias que forem usadas durante o dia durante o banho e pendurar tudo ali mesmo onde for mais arejado. Acreditem, tudo ficará seco. Portanto não precisa lotar a mala de peças íntimas, pois enquanto você usa uma coisa, deixa secar a outra. Para facilitar ainda há sabonetes líquidos específicos para a lavagem dessas peças.

9 – Acessórios como brincos, colares, anéis, pulseiras e afins: leve pouca coisa, um de cada e complete o “look”. Não exagere, só mesmo se você for cobrir algum evento de moda ou comparecer a alguma festa ou casamento, caso contrário menos é mais.

10– Lenços, echarpes, cachecóis e pashminas são sempre bem vindos. Além de esquentarem, ajudam a mudar o visual. Leve 2 ou 3 porque em qualquer cidade do mundo você pode comprar mais se houver necessidade. Aliás é uma das coisas boas de se comprar..nunca é demais! Eu adoro!!

11 – Cosméticos: leve apenas os produtos que você usa no dia a dia. A não ser que você realmente precise daquela paleta de sombras com mil cores, economize na maquiagem e leve o mínimo necessário para ficar apresentável em um jantar. Opte por embalagens específicas para viagem, que são pequenas mas comportam uma boa quantidade. Não esqueça de um bom hidratante para o rosto, corpo e lábios. Com o frio a pele resseca muito.

12- Um bom casaco. Não são dois, nem três… É apenas UM BOM casaco, com comprimento até o joelho. Casaco curto tipo jaqueta não comporta um frio intenso….serve apenas para o nosso inverno tupiniquim!

13 – E não se esqueça de levar um gorro ou chapéu quentinho. É importante proteger a cabeça e as orelhas do frio.

Boa viagem e sem passar frio!

BlogVariedades

Já pensou em dar a volta ao mundo de trem?

Já ouviram o ditado que diz que a viagem importa mais que o destino? O melhor jeito de colocá-lo em prática é viajando de trem.

Dificilmente a primeira opção para os viajantes que querem chegar rápido ao destino final, as viagens de trem são a melhor forma de conhecer um país com calma enquanto observar paisagens impossíveis de encontrar viajando de avião ou de carro.

Que tal fazer a viagem  Volta ao Mundo de Trem, organizada pela Trains & Tours da Lufthansa City Center  e passar 26 dias conhecendo 3 continentes, 15 cidades, dentro de 5 trens? Parece incrível…

Os 16 mil quilômetros percorridos sobre trilhos serão na companhia de guias locais brasileiros, que acompanharão os passageiros pelas rotas do trens mais icônicos do mundo: Expresso Paris – Moscou, Transiberiano, Trans Mongolian, Rocky Mountaneer e do The Canadian. O único trajeto feito de avião será entre Pequim e Vancouver.

São 12 noites de acomodação a bordo dos trens, 13 noites de hospedagem em hotéis selecionados pela equipe, 68 refeições (que inclui até um churrasco russo às margens do Lago Baikal) e passeios em todas as cidades do trajeto, que vão desde um jantar no restaurante panorâmico na Torre de Montparnasse a um concerto clássico privado no Palacete Histórico em Irkutsk.

BlogChinaVariedades

7 verdades na China

Depois de quase um mês na China e rodando tudo, do norte ao sul, consegui listar algumas verdades que imperam em todo país. Vamos a elas!

1- Não existe cidade pequena;

2- Ninguém fala inglês e mesmo quem fala você não entende;

3- Os banheiros são um problema, quase sempre sujos e em estilo oriental: buraco no chão;

4- Se você gosta de uma boa carne vai ter que desembolsar uma bela grana. A carne é cara e rara de se ver nos restaurantes;

5- Chinês não respeita fila, é tudo na base do empurra, empurra;

6- O crescimento econômico acelerado está acabando com a China antiga, se você se interessa em ver, corra!;

7- A China é um país espetacular, paisagens incríveis, história e arquitetura que fascinam. Merece estar na lista de viagens imperdíveis.

Para dicas de hotéis, restaurantes e passeios na China, clique aqui.