BlogCanadaVariedades

Rafting: uma Aventura Imperdível

Posted

Sempre tive medo de fazer rafting! 

Só de pensar que o barco poderia virar me dava um frio na barriga. Dependendo do nível das corredeiras é bem perigoso mesmo e por isso nunca passou pela minha cabeça um dia enfrentar essa aventura. Mas durante uma viagem ao Canadá a oportunidade apareceu. Em todos os lugares víamos revistas e catálogos de turismo com anúncios de companhias oferecendo os passeios. Fui tomando coragem e resolvi ir. Reservamos pelo hotel uma empresa que pareceu boa e fomos sem saber muito dos detalhes do passeio. Apenas estranhei que pediram para levar um biquíni e uma toalha. Na minha santa ignorância achei que seria para quem quisesse nadar no rio depois do passeio…imagina se eu iria entrar naquela água gelada! Gelada mesmo, 6 graus, água vinda do derretimento da neve nas montanhas ao redor. Nem me preocupei. Não tinha biquíni, mas também não queria nadar…

Chegando lá deram uma roupa de borracha e eu perguntei:

– Pra quê?

– Porque a água está gelada – eles disseram.

– Mas eu vou me molhar? – perguntei. Olharam como se eu fosse uma doida.

– É claro que vai se molhar – eles responderam.

Mas nunca pensei… coloco a roupa de borracha, botinhas de neoprene, um fleece grosso, uma capa de chuva grossa também, salva vidas, capacete e luvas…ok, estou pronta! Descemos para a margem do rio e começaram as instruções. Se o barco virar, se você ficar presa embaixo do barco, se pegar uma pedra, um tronco de árvore etc, etc…melhor nem pensar. “Só fui”, como diria a minha sobrinha.

Hora de entrar no barco, me colocaram na frente!! Ai, ai, ai…NUNCA sente na frente em um rafting!! Mas como eu não tinha a menor noção, fui bem tranquila.

Nosso piloto era uma simpatia e controlava a direção do barco com 8 pessoas usando 2 grandes remos. Outros 4 passageiros também remavam, mas acho que não faria muita diferença se eles remassem ou não.

As primeiras corredeiras foram uma delícia, mas logo veio uma maior, o barco mergulhou e levei a primeira água na cara. Passado o susto até que foi gostoso… E fomos descendo o rio, algumas quedas e outras partes mais suaves até chegarmos à parte “difícil” do rio…1 km de quedas. Nessa altura eu já estava ensopada, mas nada comparado ao que viria a seguir.

Quando as quedas são grandes todos se sentam no fundo do barco bem apertados. O piloto vai avisando: “Go down ….and back on your seats…..and go down…. and back on your seats …and go down….and back on your seats” e o barco mergulhando e a água vindo em cheio em cima de todo mundo.

Quem está na frente leva a pior. Levei tanta água na cara que ate perdi minha lente de contato, fiquei encharcada da cabeça aos pés, mas simplesmente adorei!

Pode parecer insano, mas é incrível! Dei risada do começo ao fim e me diverti muito. Se tiver oportunidade de fazer um rafting vá que não vai se arrepender!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *