O que fazer para manter a segurança da sua bagagem?

Quem viaja costuma se preocupar muito com a segurança de suas bagagens. Casos em que as malas foram extraviadas ou  furtadas após elas serem despachadas não são raros.

Às vezes a bagagem é violada discretamente. Alguns itens valiosos são furtados e a mala é fechada e colocada na esteira como se estivesse intacta. O viajante nem percebe a violação e só dá pela falta dos pertences quando chega em casa ou no hotel.

Alguns dados mostram que cerca de 90 mil malas são extraviadas por dia e uma em cada três mil  nunca mais voltam para os seus donos. Os motivos principais para que as malas se percam nos aeroportos são erro humano e roubo.

Confira algumas dicas  para minimizar os riscos de ter a sua mala perdida ou roubada.

Cadeado:

O cadeado é fundamental para deixar sua mala trancada e evitar furtos. Prenda um zíper no outro e tente prender o cadeado em alguma parte fixa da mala (algumas têm uma argola para isso).

Fita com Código:

A fita de código é semelhante a uma cinta de tecido grosso. Como o cadeado, ela ajuda a evitar que a sua mala seja aberta. Custa cerca de U$ 10,00 e é muito útil principalmente quando o seu cadeado se quebra.

Cadeado TSA:

Os cadeados TSA (Transportation Security Administration) são importantes para viagens aos Estados Unidos. A TSA é o órgão de segurança dos aeroportos do país. Em caso de inspeção esses cadeados podem ser abertos e fechados sem danifica-l0s.

Identificação na mala:

Coloque etiqueta de identificação com seu nome, e-mail e telefone celular (não coloque seu endereço de forma alguma).

Cole dentro da mala uma outra etiqueta de identificação, caso a etiqueta externa caia ou seja arrancada ela pode ser muito útil para identificar o dono.

Itens de valor:

Guarde os itens de valor como joias, relógios, eletrônicos e produtos importantes na bagagem de mão e nunca na bagagem despachada.

Embalar a mala:

Embale sua mala com plástico, ele melhora a segurança e garante que sua mala não será rasgada ou suja. A maioria dos aeroportos oferece esse serviço, que custa em torno de U$ 10,00. Dica: se você não quiser gastar com esse serviço, use filme plástico que vende em supermercado e fita adesiva grossa.

Etiqueta de bagagem:

Verifique os códigos IATA dos aeroportos de conexão e destino presentes na sua etiqueta de bagagem. O código IATA são as 3 letras que representam o nome do aeroporto, por exemplo, GRU (Guarulhos) e CGH (Congonhas).

Etiqueta velha:

Retire sempre as etiquetas velhas de suas malas, porque elas podem confundir os carregadores e fazer com que sigma para o avião errado.

Bagagem extraviada, o que fazer?

Quando sua bagagem for extraviada, faça o Registro de Irregularidade de Bagagem (RIB) no balcão da companhia e procure por um fiscal da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para fazer uma ocorrência.

A empresa tem um prazo de 30 dias para localizar e entregar a sua mala. Caso isso não aconteça, você deve ser indenizado.

Em voos nacionais:

Para se prevenir, o passageiro pode pagar uma taxa estipulada pela companhia e declarar os valores atribuídos à bagagem. A empresa tem o direito de verificar o conteúdo da bagagem e declarar o valor da indenização.

Em voos internacionais:

A Convenção de Varsóvia limita a responsabilidade da companhia em U$ 20,00 por quilo de bagagem extraviada. O passageiro pode fazer uma Declaração Especial de Interesse e resguardar seus direitos sobre seus pertences. Este documento detalha o que você tem na mala e garante que você seja indenizado integralmente pela companhia aérea.

Seguro Cartão de Crédito:

Dependendo do cartão de crédito que você usa na compra de suas passagens, existe  um seguro para extravio de bagagem. O cartão paga R$10.500,00 por mala perdida. Informe-se e guarde seu ticket de bagagem, cartão de embarque e sua passagem.

Parceiros