Sala de Âmbar

O Palácio Catarina, ou Palácio de Tsarskoye Selo, está a 25km de São Petersburgo. Teve a sua construção iniciada em 1717 por Catarina I, a Grande para ser um palácio de verão dos Czares. Anos depois, em 1756 a Imperatriz Isabel aumentou o palácio com uma construção muito maior e mais deslumbrante e é lá que se encontra a Sala de Ambar.

A Sala de Ambar tem esse nome porque é uma sala do palácio que foi completamente revestida com painéis de trabalhados em âmbar, um presente do rei da Prússia.

Os painéis eram folheados a ouro e possuiam cerca de 6 toneladas de âmbar e outras pedras semi preciosas encrustadas neles. Estima-se que, em valores atuais valeriam 142 milhões de dólares. Além dos espelhos Venezianos e os enfeites de ouro, 565 velas delicadamente postas em candelabros na parede iluminavam o local. Tal visão fez a Sala de Âmbar ser cogitada para ser a 8ª Maravilha do Mundo.

Infelizmente a 2ª Guerra Mundial alterou o seu destino. Em junho de 1941, Hitler iniciou uma mega invasão  na União Soviética. A invasão resultou no saque de dezenas de milhares de tesouros, incluindo a maravilhosa Sala de Âmbar. Apesar de todo o esforço soviético em esconder o aposento com papel de parede, os nazistas descobriram o tesouro e o levaram para a Alemanha onde foi instalada no museu do Palácio de Königsberg. Em 1943  o diretor do museu recebeu ordens para desmontar a sala e encaixotá-la e levar para longe dali. No ano seguinte, o bombardeio dos aliados destruiu o palácio e toda a cidade de Königsberg  e nunca mais se soube do paradeiro da original Sala de Âmbar. Alguns dizem que ela ainda estava no palácio e foi bombardeada e incendiada com o mesmo. Outros dizem que os engradados foram enterrados em minas e que ainda serão encontrados. Há ainda aqueles que acreditam que os painéis estavam em um navio que  afundou em algum lugar da costa báltica. Inúmeras buscas foram realizadas sem nenhum resultado ou pista.

Em 1979 iniciou-se a reconstrução da Sala de Âmbar que terminou 25 anos – e 11 milhões de dólares – depois. Baseado em fotos antigas e com o uso das melhores técnicas, cada detalhe foi refeito, trazendo de volta a vida todo o luxo e riqueza que a sala representava em seus tempos áureos.

A atração pode ser admirada por visitantes no Palácio Catarina. Não são autorizadas fotos públicas, mas algumas fotos oficiais estão disponíveis na internet, porém só quem esteve lá dentro e viu de perto consegue entender tamanha riqueza que essa sala possuí.

Parceiros