Passeios bacanas pelo Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro oferece tanto aos visitantes que fica difícil montar um roteiro enxuto mas aqui vão algumas ideias de passeios  que não podem faltar em uma visita à cidade.

  • Cristo Redentor + Jardim Botânico – Não tem como ir pro Rio sem passar pelo Corcovado e ser agraciado com o Cristo, de braços abertos bem de perto. Para poder aproveitar melhor o passeio, compre ingressos antecipadamente e chegue bem cedo porque as filas costumam aumentar no decorrer do dia. Do Cristo siga para o Jardim Botânico que fica em um espaço que preserva parte da história do Brasil. Se houver tempo, dá para juntar Jardim Botânico + Parque Laje, parte do Parque Nacional da Tijuca.
  • Pão de Açúcar + Urca – O 2º maior cartão postal do Rio de Janeiro também não pode ficar de fora. Para os atléticos, a subida pode ser feita a pé pela Cláudio Coutinho (um passeio muito agradável, vale a pena!) ou de Bondinho. Os ingressos devem ser comprados previamente. O trajeto sai do Morro da Urca e vai até o Morro do Pão de Açúcar, com a vista da Praia da Guanabara embaixo. Do topo do Pão de Açúcar, tem-se a vista panorâmica de Rio e Niterói. Ao descer de volta a Urca, visite o Forte da Urca, ou Fortaleza de São João, ponto de fundação da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.
  • Baía da Guanabara – Existem várias  maneiras de aproveitar o passeio pela Baía. Pode ser à bordo de uma embarcação da Marinha do Brasil, com guias contando um pouco sobre a história da Baía. O trajeto passa por vários fortes, ao lado dos dois aeroportos do Rio, pelo costão da Urca e sob a Ponte Rio Niterói e as viagens variam em preço e duração. Outra opção é pegar a Barca Rio Niterói e ainda aproveitar e esticar um passeio por lá.
  • Forte do Leme + Forte de Copacabana + Orla – Outros dois fortes que merecem uma visita especial. O Forte do Leme, que  inclui uma caminhada ecológica e o Forte de Copacabana, onde dá para parar e comer algo na Confeitaria Colombo, um lugar super agradável e lindo para se perder no tempo.
  • Maracanã + Floresta da Tijuca – Amantes ou não de futebol, o passeio é bem legal, com muitas curiosidades e bem rapidinho. E como fica na região da Tijuca, dá pra aproveitar e passear pela Floresta da Tijuca. Mas por questões de segurança, porque sim é um passeio perigoso, é bom ter um guia, comprar um pacote de tour ou um passeio de jipe.
  • Theatro Municipal + Museu Nacional de Belas Artes + CCBB + MAR – Depois de tanta opção ambiental e histórica, um pouco de arte, e de muito bom gosto! De metrô ou de táxi chega-se na Cinelândia. O Theatro Municipal oferece tours guiadas com duração de aproximadamente 50 minutos. Na quadra ao lado, o Museu Nacional de Belas Artes sempre tem exposições interessantíssimas. A pé mesmo, em poucos minutos chega-se no CCBB, com agenda diferenciada para cada período. O site deles oferece programação e informações. Para chegar ao MAR, melhor usar táxi. Na região  fica o Mosteiro de São Bento e outras belas Igrejas que valem a visita.
  • Pedra do Sal – Programa ideal para uma segunda feira. No Largo João da Baiana, a partir das 19h, muito samba, desde os mais tradicionais até as composições mais novas, cerveja gelada e gente sorrindo, conversando, dançando, “cariocando”. Mesmo cheio, o ambiente é bem agradável. Só não pode estar chovendo, se não é cancelado.
  • Petrópolis – A apenas 70km da capital (dá para ir e voltar no mesmo dia), a cidade oferece opções como o Museu Imperial, o Palácio de Cristal e a Casa de Santos Dumont.

Santa Tereza e  Lapa são bairros que também oferecem pontos turísticos muito interessantes, mas analise bem se o passeio vale  o risco. Infelizmente tem muito assalto por lá!

 

Parceiros