Egito, uma viagem no tempo

O Egito é um grande ponto de interrogação. O país que pertenceu a uma das maiores civilizações do mundo ainda hoje nos impressiona.

Como construíram as pirâmides alinhadas com as estrelas da constelação de Orion? Como tinham conhecimento de uma engenharia tão avançada para a época? Que reis eram esses tão poderosos?

As descobertas arqueológicas que tanto nos fascinam, as histórias que ouvimos dos grandes faraós Cleópatra, Tutancâmon e Ramsés e a incrível construção das pirâmides no planalto de Gizé, nos mostra que o Egito foi mesmo uma grande civilização mas que hoje não passa de uma miragem do que foi no passado.

Quando Ir:  

A melhor época para visitar o Egito é  entre o final de setembro a fevereiro quando as temperaturas são mais amenas.

No verão é absolutamente impossível! No Cairo o clima é mais fresco mas no sul do país a coisa literalmente ferve, é muito quente!

Algumas Dicas:

  • Acho que é aconselhável  estudar um pouco a história do país antes da viagem.
  • Um bom guia também é fundamental. A história é complexa e a enormidade dos monumentos merecem explicação cuidadosa.
  • Eu diria que a melhor maneira de se conhecer o Egito é fazendo um cruzeiro pelo Rio Nilo. Existem navios excelentes que fazem o trajeto.
  • Esqueça essa história de que mulher  não pode andar sozinha que vai ser roubada e sequestrada. Está certo que alguns homens não resistem a um sorriso feminino. Claro que também adoram as turistas, amam conversar, pedem o telefone, fazem um charme…. mas respeitam.
  • Como a maioria da população é muçulmana, as mulheres usam lenços na cabeça e se cobrem. Algumas mais radicais usam a burca preta, totalmente fechada com apenas dois buraquinhos para os olhos. Até luvas pretas elas usam para cobrir as mãos. Agora imagine isso com o calor que faz lá!
  • Quanto ao que vestir, fique à vontade, mas use seu bom senso – afinal, você está em um país islâmico. Apesar do calor de 40 graus não é uma boa ideia sair pelas ruas de decote e shorts muito curto como se estivesse no calçadão de Ipanema.
  • Não deixe de levar na bagagem um lenço de algodão branco grande e bem fininho para se proteger do sol, chapéu com proteção UV, tênis leve e aerado e álcool em gel para desinfetar as mãos.
  • Água sempre à mão, então leve uma pequena mochila para carregar a sua garrafa.
  • Cuidado com o que come. Água  mineral engarrafada sempre e evite alimentos crus.
  • E muita, mas muita paciência mesmo com os vendedores. Nunca na vida fui tão importunada como no Egito, e olhe que já rodei muito por esse mundo!

Parceiros