De São Paulo até San Pedro do Atacama

por Carolina Akerman

Chegar em San pedro de São Paulo exige uma certa peregrinação. O avião chega até Calama e de lá pegamos um transfer para San Pedro de Atacama.
San Pedro é uma cidade bem charmosa com vários bares e restaurantes. Me lembrou Lençóis na Chapada Diamantina, e alias o esquema da viagem é meio parecido: passar o dia em passeios com paisagens lindas e voltar no fim do dia. Mas os passeios que fizemos não são de trilhas, tem que andar pouco. Mas a altitude faz tudo ser mais cansativo, parece que o ar não é suficiente, então não dá pra fazer grandes esforços.

É uma viagem de contemplação de paisagens incríveis mais que qualquer coisa. Incríveis além das fotos, parecem pinturas com cores milimetricamente escolhidas com uma combinação harmoniosa de tons!
De noite eu não saí muito, estava num esquema mais família, mas passei por uns barzinhos que pareciam estar legais. Não tem grandes festas aqui, e inclusive tem uma lei que não se pode dançar e beber na rua porque antigamente o pessoal abusava.
Com meus pais ficamos no Hotel Altiplanico, que não é exatamente no centro (uns 15 minutos de caminhada), mas foi ótimo! Mas é com certeza mais caro que os hostels do centro, que são bem charmosos.

Alguns bares/ cafés e restaurantes pra indicar:

*Blanco – mais caro que os outros mas a comida é sensacional! Comi um hambúrguer com queijo e cebola caramelizada de comer babando!

*Mal de Puna– é um bar que tem um ceviche ótimo. Fomos na hora do almoço estava vazio, mas parece que a noite é agitado

*Adobe – jantamos lá no natal. Okzinho

*Cafe roots– gostoso mais pra sentar e tomar um café ou uma cerveja e comer uma coisinha rápida. Comemos crepes e estavam ótimos!

Fizemos todos os passeios com a mesma agência chamada FlaviaBia expediciones. Os passeios são caros, mas os guias são incríveis e sempre tem um belo lanchinho ou cocktail nos passeios. Muitas vezes, além do valor do passeio, temos que desembolsar o valor dos ingressos, mas eles sempre avisam antes. O pessoal da agência é super atencioso e fizemos um mega grupo de brasileiros super animados, isso deixou a viagem ainda mais legal!
O guia que mais gostamos foi o Luís, além de super atencioso e paciente para as fotos ele conhece um pouco de tudo e gosta muito do que faz. Ele tira fotos incríveis!
Agora vou contar sobre os passeios que fizemos:
Vale da lua

Fizemos esse passeio na parte da tarde, entre 15:30 e 21h, paisagens incríveis e passamos também por uma cordilheira de sal, impressionante! O passeio terminou com um vinho no pôr do sol em um mirante. Segundo dia fomos num passeio chamado termas de puritana. São umas piscininhas quentes com umas cachoeiras, bem gostoso mas não achei nada de espetacular. Bom mesmo foi tomar vinho branco de roupão antes de ir embora!

 

Lagunas altiplanicas + piedras rojas

 

 

No terceiro dia fizemos um passeio de dia inteiro, das 7:00 às 15h. Lagunas altiplanicas + piedras rojas. Tomamos café da manhã na beira de uma lagoa, foi lindimais! Acho que foi o passeio mais bonito! Imperdível!

 

Salar de Tara

No quarto dia fomos ao Salar de Tara, passeio maravilhoso do dia inteiro também mas o mais cansativo que fizemos. A estrada é muito difícil e balança muito, é frio e a altitude incomoda, mas vale a pena também.

 

Gêiseres de Tatio

 

 

No dia seguinte fomos no passeio geysers de tatyo, impressionante! É chato sair às 5 da manhã, mas ver o nascer do sol na montanha a amena temperatura de -4 é muito lindo!
E quando eu vi os geysers não deu pra acreditar na força na natureza, impressionante. E se vocês tiverem coragem dá pra entrar numa água quentinha, muito legal! (eu não tive). O café da manhã foi na beira da montanha no nascer do sol, muito lindo! Depois, ainda no mesmo passeio, paramos num povoado bem pequeno chamado Machuca, lá experimentamos carne de lhama, muito gostoso! Nesse passeio vimos uma vicunha dar à luz bem na nossa frente, foi especial! O passeio acaba 12:00, então da pra dar uma dormida à tarde, e vale muito a pena!

 

Lagoa Cejar, Olhos do Salar, Lagoa Tebinquiche

 

 

 

No último dia fizemos um passeio à tarde Lagoa Cejar, Olhos do Solar, Lagoa Tebinquiche e o pôr do sol foi bem lindo! Mas antes dava para entrar nas lagoas e agora não pode mais e dá muita vontade!!! Nas duas lagoas que parecem dois olhos super simétricos pode entrar, mas é bem geladinho. A viagem terminou com um coquetéis com pisco sauer no pôr do sol incrível!

 

—-

Para mais dicas do que fazer, onde comer e se hospedar no Atacama, clique aqui.

Parceiros