Como planejar sua viagem para a Islândia

Por Ana Guimarães

 

Fiz com meu marido e meu filho adolescente a volta completa na Islândia pela N1 e posso afirmar que foi uma das melhores viagens de nossas vidas. Tive um pouco de dificuldade no planejamento e por isso compartilho as dicas aos interessados pois deu tudo certo, apesar de termos mudado um pouco os planos por falta de tempo.

Nossos hotéis foram escolhidos levando em conta quarto triplo e banheiro no quarto (na Islândia nem sempre é possível, muitas opções com banheiro compartilhado e nem tantas com banheiro privativo). Fizemos a volta no sentido anti-horário.

Foram 8 dias e 7 noites de viagem (de um sábado ao outro) e foi corrido. Tivemos que cortar algumas coisas que tínhamos planejado por falta de tempo. O dia estava escurecendo entre 18:00 e 18:30 na segunda quinzena de outubro. Os passeios mudam a cada estação, então quem vier em pleno inverno e em pleno verão provavelmente vai fazer coisas diferentes das que nós fizemos.

Uma das coisas que tive dificuldade foi escolher os lugares onde passaríamos a noite. Um site bem completo sobre a Islândia em português que a pena dar uma olhada, é o Islândia Brasil e outro blog que nos ajudou nesse sentido foi este, pois o casal que escreve fez a viagem exatamente no outono, como nós. O nosso programa foi bem parecido, com algumas adaptações. A escolha em fazer a viagem no sentido anti horário foi influenciada por esse blog. Achei muito bom o relato dividido por dias de viagem e a ordem cronológica de visitas às atrações seguindo a N1.

Também assistimos aos vídeos postados no youtube por uma blogueira chamada Dani Noce. Recomendo esses vídeos principalmente para quem vai entre março e maio.

Algumas dicas praticas que facilitaram a nossa vida:

  • Já no aeroporto compramos um SIM Card da Vodafone por cerca de 14 euros. Um para cada. Tivemos internet durante toda a viagem, algumas ligações e estamos todos voltando com créditos. E olha que postei muitos vídeos! Valeu muito a pena.
  • Alugamos um Jeep Renegade trailhawk na empresa Greenmotion. Gostamos, mas para pegar o carro esperamos quase 3 horas. Devia ser horário de pico e só havia 2 funcionários. Tirando a demora que nos impediu de visitar a capital no primeiro dia , o resto foi ok.
  • O aplicativo Waze foi melhor do que o GPS. Chegamos em todos os pontos sem problemas.
  • Para verificar as condições climáticas (principalmente por causa do vento) existe esse site: vedur.is
  • Não pegamos neve, porém pegamos duas  tempestades de vento e areia. Não fizemos seguro contra a tempestade de areia mas aconselho a fazerem. A moça da empresa nos alertou sobre isso. Se pegássemos alguma, não era para parar o carro e sim seguir em frente. Foi o que fizemos e deu tudo certo.
  • Antes de confirmar as reservas nos hotéis, fiz um roteiro incluindo as principais atrações entre um hotel e outro no Google Maps. Isso nos ajudou muito na elaboração do roteiro, pois assim pudemos ver o tempo de estrada entre uma e outra e foi fundamental na hora de digitar os nomes super memorizáveis ( só que não) no Waze.

 

Parceiros